segunda-feira, 21 de março de 2011

Progresso.




Pimenta no olho dos outros é refresco, né? Depende do olho...er...não. Não depende de porra nenhuma, vai arder do mesmo jeito. :) Eu adoro essas fotos onde você fica angustiado porque algo ruim vai acontecer, só que no momento em que a foto foi tirada, ainda não tinha acontecido. A gente fica naquela agonia eterna, esperando que a foto de certa forma "complete" aquilo, sabendo que isso nunca vai acontecer.

Meus queridos e fiéis leitores (leia-se, mamãe, papai, Fernanda, Tio mério, e meus diletos amigos), BOA NOITE! Aqui em San Diego, 13 Graus. 10:23pm do dia 21 de Março. E uma notícia maravilhosa: segundo Quarter concluído! Sucesso em todas as cadeiras na universidade, elogios dos professores e mais uma leva de contatos estabelecidos. Fico feliz com tudo isso. Sério. Imagino as possibilidades que se estendem pra mim no futuro, com todo esse Network existente entre colegas internacionais e professores locais.

Rumando agora pra ultima etapa do curso, o terceiro Quarter. E infelizmente (na moral? Acho que felizmente, sei la...) com menos alunos em sala de aula. Uma grande parte de nossos colegas acabaram de voltar pros seus países. Ryosuke, Shinsuke, Carol e Chris...Obrigado pelos momentos ótimos proporcionados por vocês até agora. Guardo um pedaço de vocês no meu coração, pra sempre. Desejo todo o sucesso do mundo e que vocês fiquem logo milionários pra eu me sentir foda dizendo que já estudei com vocês.

Chorar? Eu não. Pra quê? Não sou de chorar. Tá, mentira. Eu choro, mas não é facil. Eu não choro com filme, por exemplo. A única vez que chorei com filme acho que foi quando vi "Profissão de Risco." Ali é punk. Não aguentei ver o estado do traficante lá que esqueci o nome, logo no fim do filme, tendo alucinações com a filha e acabado por dentro e por fora. Mas mesmo antes desse filme, lembro que chorei com um filme quando eu era criança, "Fível." Pô, coitado do ratinho perdido sem achar a família, e o povo tudo bullyando ele. :(

OK...eu sou péssimo mentiroso. pra falar a verdade, chorei bastante quando cheguei aqui. Principalmente quando me vi com 50 dólares pro restante do mês, uma semanas depois de ter desembarcado. :) É o preço que se paga quando não se tem planejamento. Faltando três meses pra eu voltar pra casa, ainda preciso aprender a planejar melhor minhas coisas. Fácil? Não. Quem disse que a vida é fácil? Aquele Pop-Up que você viu ontem enquanto checava o Facebook, prometendo R$ 5.000,00 por mês trabalhando em casa? Aquela empresa de marketing de rede que mostra o povo num cruzeiro tomando banho de ouro líquido e se enxugando com dinheiro de papel??? Ah vá!

Nada contra empresas de marketing de rede. Já fui convidado pra duas delas, pela mesma pessoa, que é minha amiga e prezo muito por ela. Acho sim viável o modo delas de fazer negócio, oferecer uma alternativa para as pessoas que estão querendo fazer dinheiro extra, uma suposta solução para o problemão financeiro do mercado tradicional. O grande problema de tais empresas é o tom utópico que usam para anunciar seus produtos, muitas vezes chegando a insultar o cliente ou quase coagí-lo psicológicamente caso ele ofereça resistência contra o modelo de marketing proposto.

Já fui bem seduzido por tais empresas. Não vejo problema em aderir ao negócio. O que vejo no entanto é que muitas companhias caem na tentação de prometer ao potencial distribuidor que ele ficará milionário (já houve quem prometera que eu ficaria BIlionario). A pessoa acredita, todo mundo ao redor dela vira amigo (porque quer que você entre para o mundo das maravilhas) e quando você menos espera, já está seduzido por aquela empresa absurdamente maravilhosa que promove o bem para a nação.

Amigos, uma regra é clara no mundo dos negócios, segundo Bruna Surfistinha: EMPRESAS COM FINS LUCRATIVOS NÃO TRABALHAM COM CARIDADE. No mundo capitalista, ou você tem dinheiro para pagar o produto, ou você não tem. Ou você pode comprar sua água, ou você não pode. Ou você faz sua feira no fim do mês, ou você não faz. Pois, não é diferente com as empresas de multinível. Ou você acha que uma garrafa com 750ml de suco de açaí no valor de R$ 90,00 (é, você leu certo) sairia de graça?

Não existe essa de "vou ficar parado e serei abençoado." Até na Bíblia, Paulo falou que "quem não quiser trabalhar, que também não coma (II Tessalonicenses 3:10)" E não me venha com papo de que Capitalismo é ruim, isso, aquilo. Todo mundo, TODO MUNDO gosta de dinheiro. Fácil mesmo é quando ele sai do seu bolso. Isso acontece à uma velocidade incrível.

Óbvio: não falo aqui dos pobres, miseráveis, países do continente africando que sofrem com a fome, gente morrendo pelo mundo de inanição, etc. Tais problemas já existem a muito tempo e, creio, não é acabando com o Capitalismo que isso vai ser resolvido. Falo aqui das pessoas que se iludem com promessas fáceis de gente que se fotografa numa praia da Grécia, ou na ilha de Fiji, mostrando o quanto fodas elas são por terem aderido ao que você, consumidor otário e sem opção de escolha, está com medo de aderir. É preciso um pouco mais de senso crítico na hora de analisar algo que provavelmente vai te dar prejuízo mais do que qualquer outra coisa.

Engatei mesmo nesse assunto hoje. :D Aqui a música vai entrando e as idéias saindo. Escrever num blog é massa. Tente você também, por que não? Malhar o cérebro é bom, de vez em quando. Ok...totalmente nada a ver isso que eu disse. Mas vc deve ter entendido o que eu quis dizer. Se não entendeu, azar o seu. Alias, pouca coisa faz sentido aqui. Se tiver procurando sentido, vá pra Wikipedia. 

Deixo vocês com isto aqui:

Se você não riu, não sou mais seu amigo.



Sugestão musical: Felguk - Buzz Me

Um comentário:

  1. muitooooooo tttttttttttoooooooooooooossssscccccooooooooooooooooooo

    ResponderExcluir